Cultura do Reino: Compreendeno os 3 Elementos

Cultura do Reino: Compreendeno os 3 Elementos

Hoje iremos continuar falando sobre a cultura, agora, de um modo mais específico, vamos falar da Cultura do Reino, a qual Cristo nos inseriu, quando fomos resgatado do Império da Trevas e transportado para o seu Reino de Amor.  (Colossenses 1:13)

Cristo não veio destruir ou acabar com alguma cultura, mas, veio ressignificar, ou seja, dá um novo sentido, ou melhor trazê-la para o sentido original, ao status quo da cultura, como Ele mesmo falou a cerca da Lei Mosaica , e dos Profetas  que é base cultural dos Judeus, vejamos em Mateus 5:17:

Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim abrogar, mas cumprir.

Jesus não veio para destruir a cultura, mas, ele veio estabelecer a Cultura do Reino a partir da cultura judaica.  Nenhum momento, vimos Cristo dizendo que a cultura judaica é errada, mas, de fato Ele a ressignificou, quando questionado sobre o principal mandamento, Ele afirmou que bastava cumprir dois, que toda a lei, seria cumprida, que amar a Deus acima de todas as coisas, e amor ao próximo; em outro momento mais adiante, Ele, ele deu um novo parâmetro para amar o próximo, que na Lei era: ame o próximo como a ti mesmo, mas, Jesus disse: ame próximo como vos amei. Agora, a forma que devemos amar, é uma maneira mais sublime, sem egoísmo, a ponto de dá a própria vida pelo outro, como Cristo fez por nós.

A cultura é baseada essencialmente no amor, não num amor egoísta, ou fingido, mas um amor autêntico, como diz em I Coríntios 13: 4-8:

4 O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece

Não se porta com indecência, não busca seus próprios interesses, não se irrita, não se suspeita mal;

Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;

Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

8 O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;

Este é o amor que Jesus, trouxe para as nossas vidas que devemos implantar no nosso modo de vida, porque o amor é base de tudo, é o que nos movimenta, para caminharmos seguro nesta vida. Temos que viver esta verdade, a qual o pai que está nos céus nos capacitou, pois,  todo o amor que é necessário suportar tudo e todas as pessoas já foi derramado no nosso coração. Portanto, a Cultura do Reino é composta acima de tudo, pelo amor que o Pai  nos concedeu, o mesmo que Ele amou de tal maneira a humanidade  que deu Seu filho, para que nós tenhamos a vida a eterna. (João 3:16)

A outro elemento, que esta Cultura é constituída é Fogo do Espírito, em Atos 1:8, o Senhor Jesus fala da promessa, que foi cumprida em Atos 2:1-4, que o Espírito Santo descerá sobre nós e nos revestirá com Poder, para sermos testemunhas deste Reino. Anossa vida deve ser uma vida fervorosa no Espírito Santo, além, do amor, temos que arder por dentro, temos que está em chamas, para liberar o poder do Espírito Santo, e assimincendiar o mundo, a influenciar a sua Cultura do Mundo com a cultura do Reino.  Pois, este Reino é feito também de sinais, milagres e prodígios. Então, temos que está buscando do Espírito Santo para estarmos cheios do seu Fogo.

E para finalizar esta mensagem, um terceiro elemento que é indispensável para a receita de Cultura eficaz e poderosa em Deus, é a paixão, que este elemento é fusão, é a reação química do amor com o fogo, é amor caloroso, que nos deixa, inquietos, no sentido que temos que fazer algo,e  temos que cumprir a todo custo, e em todo momento, a cada instante, a vontade do Pai, que é que todos os homens sejam salvos e venha a pleno conhecimento da verdade (I Timóteo 2:4), este é um dos sentimentos que movia Cristo, em muitas passagens é descrito que Jesus se movia por intima compaixão, um desejo ardente de aliviar o sofrimento do outro, e observamos a paixão de Cristo, em cumprir sua missão, ao ponto de não se importar com a  sua própria vida, e de não medir esforços para alcançar os objetivos, em João 4:34, Jesus fala de sua paixão de uma forma maravilhosa, quando diz, que a sua comida é fazer a vontade daquele que enviou, e realizar sua obra; se a gente o contexto, desta fala, era a hora do almoço, mas, Ele não estava se importando com o alimento natural, mas como alguém apaixonado, que não importa de comer um alimento natural, apenas se sacia em ver o outro sendo correspondido.

Concluindo, Cristo não veio destruir a Cultura dos povos, entretanto, veio realizar a Revolução, não aquela feita nas ruas, praças e cidades, com armas nas mãos, mudando a cultura com a força do braço, mas, a Revolução feita nas mentes e nos corações, com amor de Deus, com Fogo do Espírito, e Paixão de Cristo, como a força da Graça, influenciando e ressignificando a Cultura do Mundo, e estabelecendo a Cultura do Reino, que permanecerá para todo sempre, amém!

Viva a Revolução do Fogo e da Paixão de Cristo!

Até mais, e tenha uma semana abençoada, e não se esqueça: ABRA A SUA MENTE!

Fonte: mentalidadenova

Comentários com o Facebook

Você também pode gostar de:

7